Linhas orientadoras para “limpezas” de terrenos:

Agora que somos confrontados com a obrigatoriedade de “limpeza” dos terrenos, sugerimos que lide com a biomassa resultante da “limpeza”, numa óptica de incorporação da mesma nos solos, de forma a aumentar a fertilidade dos solos, e a fomentar a capacidade do mesmo em armazenar água: Não se esqueça, a forma mais barata de armazenar água da chuva é nos solos! – Evitar a queima de biomassa; – Evitar a remoção da biomassa dos terrenos;

– Triture a biomassa e deposite no chão, á volta da vegetação e entre linhas de produção, se for caso disso; – Faça sementeiras de prado de forma a substituir o “mato” espontâneo por vegetação mais fácil de gerir;

– Se trabalhar com grade de discos, frese ou outra maquinização, respeite a topografia e trabalhe em contorno/curva de nível, de forma a evitar erosão e perda de solos e nutrientes; – Faça estes trabalhos ainda este inverno, pois assim fomenta a decomposição da biomassa; – Não considere a vegetação espontânea um “inimigo”, mas sim um aliado, que bem gerido, aumenta a resiliência do terreno face aos fogos. – Planeie todas as acções, numa óptica de hidratação da paisagem, recorrendo a estratégias como o keyline, terraças, swales,etc;

- Fomente as sebes enquanto elemento estrutural e estabilizador da sua área florestal; É caso para dizer, que a criação de solo fértil, decorre, essencialmente, da devolução da biomassa das plantas, digeridas ou não por herbivoros. Actualmente, e num cenário de desertificação, secas estivais agravadas, risco quase permanente de incêndios e falta de água, proteger a micro vida nos solos, e fomentar a infiltração de água, são o que nos devia mover enquanto sociedade, para equilibramos a paisagem, e ajudar a natureza a restabelecer os serviços ecológicos essenciais a toda a vida na terra.


O mais importante a reter é: É possível e desejável a utilização de máquinas e alfaias agrícolas/florestais "convencionais", e transformar a paisagem de forma positiva, trata-se somente de umas poucas mudanças a nível de técnicas utilizadas.

Há soluções para qualquer escala, contacte-nos pelo e-mail info@terracruadesign.com para mais informações!


Mensalmente organizamos sessões gratuitas de aconselhamento agroflorestal. Inscreva-se aqui para participar!


Contactos:

+351 964 296 574

Terracrua Design - Odemira, Portugal | Copyright © 2015 All Rights Reserved by Terracrua Design