O que andamos a fazer?

Atualizado: 19 de nov.

Com designs em processo, implementações em andamento e visitas técnicas pelo meio, é verdade que as redes sociais e blogs vão ficando para trás.

Na Terracrua Design desenham-se os dias da mesma forma que desenhamos paisagens: percebendo o que é preciso acontecer em primeiro lugar, para que tudo tenha uma ordem correcta.



Formulários, emails, contactos... Mas primeiro começamos com as visitas técnicas! Cerca de uma dezena feitas desde o final do Verão/início de Outono mostram-nos que a necessidade de hidratação do terreno é uma preocupação generalizada e consciente. Efectuámos visitas a uma estufa de frutos vermelhos no Sudoeste Alentejano preocupada em diminuir o seu próprio impacto nesta zona tão problemática, a propriedades em Colos, Santiago do Cacém, Aljezur e Lameiros, onde as soluções passam por reflorestar e redefinir acessos para guiar a água.

Outras visitas e outras soluções, como em Melides, passam por re-criar e re-pensar pequenas propriedades onde a intenção é a auto-suficiência e produção agrícola familiar. Nestas visitas temos sempre oportunidade de ouvir e perceber o que os nossos clientes anseiam, os sonhos que têm para as suas terras, observar o que a terra em si nos pede, trocar e partilhar ideias e cruzar tudo isto em linhas-guia para o futuro.

Quer estas visitas se transformem em planeamento de design ou não, ficamos sempre com a sensação de missão cumprida: um pré-estudo cuidado e em equipa, um contacto mais próximo com o cliente, e uma mão-cheia de soluções.



Fruto de visitas e reuniões, temos neste momento 6 projectos em fase de design que vão desde 6 a 9000 hectares e desde o nosso distrito de Beja até ao continente Africano. Não podíamos estar todos mais motivados! Embora os objectivos gerais da nossa visão estejam bem delineados e sejam transversais a todo e qualquer projecto que temos em mãos, as especificidades de cada um deles são o que nos motiva realmente. Procuramos soluções em cada problema, e temos toda a equipa a trabalhar focada em cada um destes projectos. Futuras produções agrícolas, terras comunitárias, territórios repensados e quem sabe florestas, estão a ser desenhados enquanto escrevemos! E prometemos estar mais activos no blog e nas redes para partilhar contigo cada um deles assim que estiverem entregues.



Do papel passamos à terra, com a coordenação de implementação de 4 projectos. Chegamos aqui à materialização de tudo o que foi pensado, estruturado, discutido, e decidido, em conjunto. Enquanto keylines são marcadas no projecto das Paisagens Regenerativas, uma equipa muito forte e motivada dedicou-se a cavar e plantar a área envolvente do Hotel Cucumbi na zona de Montemor-o-Novo. Após a plantação das terraças no início do ano, voltámos agora para plantar uma das charcas, acrescentar sebes, reestruturar jardins... Foram cerca de 3 semanas intensas que nos dão um prazer inigualável ao ver tudo a ganhar forma. E aquela chuva a mostrar que os acessos bem feitos conduzem tão facilmente as águas até às charcas, foi a cereja no topo do bolo.

Voltámos á carga com a marcação GPS em uma propriedade em Viana do Alentejo, e mais perto “de casa” continuamos também na implementação de um futuro alojamento local que tem usufruído de uma transformação completa e mostrando-nos que mesmo áreas mais pequenas podem e devem ser pensadas e dar origem a pequenos paraísos!


Nestes últimos meses tivemos também a oportunidade de organizar o nosso próprio espaço e lançar sementes à terra com a abertura do nosso escritório em Relíquias. Um espaço onde a nossa equipa tem todo o equipamento necessário para as semanas presenciais e onde contamos estar sempre disponíveis para vos receber!


Assim que voltarmos desta segunda viagem a Angola...


132 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo